Crítica – Extraordinário

0
66

Extraordinário é baseado no livro homônimo de R.J. Palacio, que conta a história de August Pullman (Jacob Tremblay), que nasceu com uma síndrome genética que faz com ele tenha uma deformidade facial, o que o fez passar por diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca frequentou uma escola de verdade, onde era ensinado em casa por sua mãe, Isabel Pullman (Julia Roberts). Todo mundo sabe que é difícil ser o aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova Iorque, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da sua aparência, é um menino igual a todos os outros.

Um dos pontos mais importante do filme é simples: A família. Apesar de todos os problemas que Auggie irá enfrentar em seu caminho, um dos elementos que mais traz apoio e é focado no filme é a família, pois são eles que dão apoio e força para ele. Os pontos centrais da sua família são os seus pais (obviamente), onde temos Isabel e Nate Pullman (Owen Wilson), que cumprem muito bem seus papéis de pais superprotetores, que fazem o melhor para dar o maior conforto possível ao filho.

Outra grande qualidade do filme é que ele são se prende 100% em Auggie, dando espaço para os personagens secundários, como por exemplo Via Pullman (Izabela Vidovic), que apesar de entender os problemas do irmão, também possui seus problemas pessoais e mostra que mesmo sendo normal em termos de aparência, se sente diferente em relação às outras pessoas. Essas mudanças de núcleo criam um dinamismo na trama que não a deixa cair em algo enfadonho, mostrando as dificuldades vividas pela família Pullman de diversos ângulos.

A atuação de todos os atores está impecável, todos cumprem muito bem seus papéis e entregam todo o sentimento e emoção que o filme deve proporcionar. Jacob, assim como em O Quarto de Jack, mostra que é um incrível ator (apesar de sua pouca idade), que consegue transmitir todo o sofrimento e angustia que Auggie passa à cada dia. Além dele, temos Julia Roberts e Owen Wilson, que também entregam atuações cativantes, onde temos o pai brincalhão e otimista e a mãe rígida e protetora.

Extraordinário conta uma história repleta de amor de esperança, onde assim como no livro, consegue captar o impacto que um menino pode causar na vida e no comportamento de todos e mostra a todos como se criar um mundo mais gentil.

NOTAS
Direção
Atuação
Roteiro
Edição
Trilha Sonora
Compartilhar
Post anteriorDisney e Fox estão próximas de fecharem acordo
Próximo postWarface lançará modo Battle Royale no Brasil amanhã

Aspirante a programador, 20 anos, viciado em games, gosto de quadrinhos, séries, filmes, cofundador do Cromossomo Nerd e trabalhando duro para ir para a San Diego Comic-Con.